Ninguém

Tão qual teu regaço protetor
Fez-me correr, procurar-te ao redor
Mas não o vi, meu Deus maior
E meu eco foi-se mudo de dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua vez.